(31) 2531-3161

Chat CRM Educacional

Software de gestão educacional: esclarecemos como superar 4 objeções

Software de gestão educacional: esclarecemos como superar 4 objeções

Publicado em 09 outubro 2018 e escrito por

Para uma instituição de ensino superior (IES) é fundamental conquistar um número cada vez maior de novos alunos, além de reter os que já estão estudando nela. E para haver um controle preciso desses números é necessário ter um software de gestão educacional como um CRM.

Essa ferramenta traz inúmeras vantagens, como a gestão de vendas, marketing e finanças; o registro de perfis dos alunos; os telefonemas e envios de e-mail num só canal; a redução da evasão escolar e da inadimplência; o aumento de produtividade da equipe; e os dados que facilitam a tomada de decisão.

Apesar disso, algumas instituições ainda relutam para implementar um CRM por conta de uma série de objeções. Neste artigo trazemos as mais comuns e mostramos como você deve dribá-las para ter este tipo de software na sua gestão. Confira!

1. É muito complicado de usar

A primeira objeção que costuma aparecer quando o assunto é CRM educacional é justamente a dificuldade de seu manuseio. Porém, o difícil não é usar a ferramenta e, sim, realizar a troca.

Afinal, você não nasceu um expert em planilhas de Excel, não é mesmo? Muitos sentiram dificuldade no começo, mas acabaram aprendendo no fim das contas. O mesmo ocorre com o software de gestão educacional. Parecerá complicado nos primeiros dias de implementação, mas logo se tornará tão simples quanto as demais tarefas do seu dia a dia.

2. Tem muitos problemas técnicos

O CRM tem diversas funções voltadas a atender até mesmo os mais minuciosos pontos da gerência da sua instituição, o que faz dele uma ferramenta completa. E como tal, está sujeita a alguns problemas técnicos de vez em quando.

Por essa razão, ele conta com uma equipe de suporte para lhe assistir caso algo assim aconteça. Por exemplo: os relatórios não estão sendo gerados. Basta contatar o suporte para saber o que está acontecendo e solicitar a solução.

3. Falta garantia de resultados

Quando a instituição de ensino foi inaugurada, houve alguma garantia de que haveria alunos? Provavelmente não. Portanto, não se deve exigir o mesmo de um CRM antes de sua implementação.

Afinal, o que ele faz é dispor as ferramentas necessárias para que a sua IES consiga mais resultados. O objetivo é otimizar o seu trabalho e, consequentemente, atrair e reter estudantes.

4. Não precisamos de um software de gestão educacional

Essa objeção também é muito frequente. Algumas centrais de atendimento em instituições costumam usar um PABX para fazer ligações e uma conta de e-mail para se comunicar com os alunos. Contudo, usar ambos em canais diferentes pode trazer alguns problemas.

Por exemplo: se outro atendente precisar checar o histórico de ligações e e-mails de um aluno antes de contatá-lo, como poderá fazer? Levantar esses dados tomará um tempo em que ele poderia se dedicar a atender outra ligação e gerar mais uma matrícula.

No CRM as informações sobre o aluno, assim como e-mails trocados e chamadas telefônicas realizadas, ficam dentro do perfil. Isso facilita a comunicação e a gestão dos alunos.

Agora que ficou claro como lidar com as objeções que ocorrem ao adquirir um software de gestão educacional, que tal entender melhor como ele pode atender a sua IES? Entre em contato conosco e vamos bater um papo!

Sobre o autor:

Bruno Contarini

COMPARTILHE:

Outras notícias Mais relevantes Últimos dias