Evasão escolar: causas, consequências e como evitar?

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
evasão escolar

Conteúdo atualizado em março de 2024.

O principal propósito de uma instituição de ensino, seja ela ensino básico ou superior, é entregar a melhor formação possível para seus alunos, para proporcioná-los um futuro melhor. Por isso, a permanência de alunos deve ser uma meta comum de toda instituição de ensino, mas um ponto que, comumente, pode impedi-la de conquistá-lo são os altos índices de evasão escolar. 

Assim a desistência de um aluno em estudar na sua instituição pode ocorrer por diversos motivos diferentes. Exigindo uma estratégia da sua parte para que possa ser contida a níveis satisfatórios. 

Para ajudar nisso, trazemos, neste artigo, as principais informações que você precisa saber sobre evasão de alunos. Dessa forma, você entenderá melhor o que é a evasão escolar, quais as suas principais causas e consequências como evitar que isso aconteça. Vamos lá? 

O que é evasão escolar?

De forma resumida, evasão escolar é o termo utilizado para descrever a situação em que um aluno deixa de frequentar a instituição de ensino e interrompe seus estudos antes de completar o ciclo educacional. Ou seja, a evasão ocorre quando o aluno deixa de frequentar as aulas e abandona o período letivo.

A evasão escolar pode ocorrer em qualquer nível de ensino, desde a educação básica até o ensino superior.

Falando assim, nem dá para imaginar a proporção desse problema. Mas na verdade, esse fenômeno afeta de forma significativa e crescente todo o desenvolvimento da educação no Brasil. 

Quais são os 3 tipos de evasão de alunos?

Estes são três tipos de evasão acadêmica que ocorrem por razões diferentes, mas todas levam à interrupção dos estudos. Cada um deles pode ter impactos diferentes tanto para o aluno quanto para a instituição de ensino.

1- Evasão por motivo de cancelamento

Esse tipo de evasão ocorre quando o aluno cancela sua matrícula na instituição de ensino devido a razões específicas.

As razões podem variar e incluem diversos motivos, como por exemplo: questões financeiras, mudanças de planos, insatisfação com o curso ou com a instituição, etc.

Ou seja, de forma resumida, esse tipo de evasão ocorre quando o aluno encerra sua participação na instituição de ensino sem a intenção de continuar em um futuro próximo.

2- Evasão por motivo de trancamento de matrícula

O trancamento de matrícula acontece quando um aluno solicita a interrupção temporária de seus estudos. Geralmente, é uma escolha pessoal do estudante e pode ser por motivos diversos, como problemas de saúde, questões familiares, necessidade de trabalhar, entre outros.

É importante lembrar que durante esse período, o aluno não participa das atividades escolares ou acadêmicas, mas sua vaga ainda está reservada na instituição. Portanto, considerando os 3 tipos de evasão de alunos, esse é o que a Instituição de Ensino possui a maior chance de ter o retorno do aluno.

3- Evasão por motivo de abandono escolar

Este tipo de evasão ocorre quando o aluno deixa de frequentar as aulas e atividades sem formalizar o cancelamento da matrícula ou o trancamento. Dessa forma, o abandono escolar é caracterizado pela ausência prolongada do estudante sem justificativa, na instituição de ensino.

No entanto, se ao longo do ano letivo a quantidade de jovens de uma faixa etária fora da escola aumenta, observamos um considerável aumento nos índices de desistência, o que também caracteriza o abandono escolar.

Causas e consequências da evasão escolar

evasao escolar sala de aula vazia
Sala de aula vazia – Evasão Escolar

Diversos fatores podem ser levados em conta na hora de contabilizar os motivos que levam os alunos a evadirem, dentre eles, os motivos mais comuns são: 

Qual é a causa da evasão escolar?

Falta de interesse dos alunos
Problemas financeiros
Dificuldade na logística
Falta de engajamento da família
Relacionamento ineficiente entre escolas e alunos
Falta de atividades dinâmicas
Bullying com o aluno 
Defasagem no aprendizado
Problemas socioemocionais

Por que a evasão escolar acontece?

De acordo com uma pesquisa realizada pela FGV, a causa principal da evasão escolar no Brasil é a falta de interesse dos alunos, sendo o fator responsável por 40% dos casos de evasão. Em segundo lugar, problemas financeiros e aumento da taxa de desemprego, ocupa uma quantidade de 27%. Mas já os outros 33% se dividem em situações diversas. 

Mas dentre todos esses motivos, é importante termos em mente que nenhum desses fatores levam o aluno a evadir do dia para a noite. Contudo na grande maioria das vezes, é a soma de diversos acontecimentos que levam ao desengajamento do aluno e acabam afetando a sua permanência na instituição de ensino. Confira algumas razões a seguir.

Falta de interesse dos alunos

Esse é um dos principais motivos que faz com que os alunos abandonem os estudos. E isso ocorre, justamente, quando eles não compreendem mais a razão de estar ali fazendo aquele curso. 

No ensino básico, por exemplo, os alunos podem perder o interesse de permanecer na escola por não compreender a importância dela para o seu futuro.

Já no ensino superior, é comum os alunos perderem o interesse devido a falta de afinidade com o curso escolhido. Afinal, escolher uma faculdade é um processo difícil para muitos jovens e, ao longo dela, chegam a se perguntar se realmente fizeram a escolha certa.

Segundo uma pesquisa realizada pelo Portal Educacional, metade dos estudantes de terceiro ano do ensino médio não sabem qual carreira seguir. Por isso, muitos acabam optando por cursos que agradam aos pais ou que tenham acesso mais fácil na hora de prestar o vestibular.

Sendo assim, quando o aluno não encontra mais sentido em continuar no curso escolhido, ele perde a motivação de estudar. E a consequência disso é a evasão escolar.

Falta de tecnologia na sala de aula

De acordo com uma pesquisa da Quizlet, cada vez mais alunos demandam tecnologia nas salas de aula. Nos dias atuais os jovens estão conectados em seus celulares e tablets. 

Então, é interessante que o modelo de ensino se adapte à realidade do aluno e tais ferramentas passem a fazer parte do aprendizado. De modo que os estudantes tenham maior interesse e mantenham o foco no conteúdo passado em sala de aula.

Contudo, essa não é a realidade vista em boa parte das instituições de ensino básico e superior. 

A mesma pesquisa aponta que a falta de infraestrutura dificulta que os estudantes tenham acesso à tecnologia enquanto estudam, favorecendo o processo de desmotivação.

newslleter crm educacional
Assine a newsletter da CRM Educacional

Altos índices de reprovações

Algumas instituições têm a reprovação como principal causa de evasão de alunos. E, geralmente ela está associada à dificuldade do aluno em acompanhar o ritmo das aulas.

Nas disciplinas e cursos de ciências exatas, por exemplo, costumam ter índices de reprovação maiores. Afinal, é muito comum vermos casos de disciplinas com cálculos terem menos de 50% dos alunos aprovados.

Quando as reprovações são frequentes, o mais comum é que o aluno se sinta desestimulado a continuar estudando. Por isso, alguns procuram evitar a disciplina líder em reprovações.

Mas, em algum momento, ele terá de cursá-la e, se o receio da reprovação for maior, pode ocorrer uma consequência mais grave: a evasão escolar.

Dificuldades financeiras

A dificuldade financeira é outro fator que faz com que os índices de evasão aumentem. E isso atinge tanto os alunos de instituições privadas que não conseguem mais pagar as mensalidades. Quanto os de instituições públicas que também arcam com custos como transporte, alimentação e compra de materiais. 

Mas tudo isso pode pesar na balança no final do mês, forçando-os a deixar os estudos de lado.

Ei, você também gostará de ler :

E quanto à evasão no ensino a distância? 

evasao escolar no ead 1
Evasão escolar no ensino a distância.

As instituições que trabalham com ensino a distância também precisam ficar atentas à ocorrência desse problema. Manter os alunos engajados com o conteúdo das aulas e satisfeitos com a IES é um dos seus principais desafios a serem vencidos. E isso tem um impacto direto na prevenção contra a evasão de alunos. 

O primeiro passo que você deve seguir é avaliar os seus próprios números. Considere os seus indicadores de matrículas e observe o percentual de alunos que chegam a completar um curso a distância em sua IES. Entre os motivos mais comuns para isso, estão: 

  • Falta de apoio da instituição, já que a maioria das pessoas ainda está acostumada a contar com intermediadores mais presentes, como no ensino presencial; 

  • Dificuldade no uso de plataformas de ensino a distância, um desafio particularmente presente entre os alunos mais velhos com pouca experiência com tecnologias; 

  • Pouca ou nenhuma identificação com o curso escolhido, algo que também pode ocorrer com o ensino presencial, mas se agrava quando falamos de ensino a distância por conta da maior oferta disponível.  

Evasão escolar no Brasil – Ensino básico

De acordo com a PNAD Contínua (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua), cerca de 244 mil crianças e adolescentes entre 6 e 14 anos estavam fora da escola no segundo trimestre de 2021. Então esse número representa um aumento de 171% em comparação a 2019, ao qual 90 mil crianças não estavam frequentando a escola. 

Além disso, a pesquisa também mostra que enquanto em 2019, 99% das crianças e adolescentes estavam matriculadas no ensino fundamental ou médio, em 2021, esse número reduziu para 96,2%. Queda essa já demonstra um dos efeitos da pandemia sob a educação básica no Brasil.  

Mas já em um outro estudo, realizado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), os índices mostram que com a pandemia da Covid-19, o país passou a ter o mesmo nível de evasão escolar de 14 anos atrás. Tendo assim as crianças de 5 a 9 anos como o público mais afetado por esse desafio. 

Essa pesquisa então revelou que no primeiro trimestre de 2020, o índice de evasão escolar estava em 1,39%, entre as crianças de 5 a 9 anos. Porém logo após o primeiro ano de pandemia, esse índice subiu para 4,87%. Mas, o índice de evasão para os alunos de 10 a 14 anos não sofreu muitas alterações. Confira na tabela abaixo: 

Dados sobre a evasão escolar no Brasil:

TAXA DE EVASÃO ESCOLAR POR FAIXAS ETÁRIAS (MÉDIA MÓVEL) 
De 5 a 9 anos: De 10 a 14 anos 
1° Trimestre de 2013 3,57% 1° Trimestre de 2013 1,84% 
1° Trimestre de 2014 3,31% 1° Trimestre de 2014 1,80% 
1° Trimestre de 2015 2,83% 1° Trimestre de 2015 1,69% 
1° Trimestre de 2016 2,58% 1° Trimestre de 2016 1,36% 
1° Trimestre de 2017 2,02% 1° Trimestre de 2017 1,07% 
1° Trimestre de 2018 1,68% 1° Trimestre de 2018 0,96% 
1° Trimestre de 2019 1,47% 1° Trimestre de 2019 0,93% 
1° Trimestre de 2020 1,39% 1° Trimestre de 2020 0,81% 
1° Trimestre de 2021 4,87% 1° Trimestre de 2021 0,81% 
Fonte: FGV Social

Evasão escolar no ensino médio

De acordo com a PNAD Contínua, adolescentes de 15 a 17 que evadiram da escola e não concluíram o ensino, em 2019 já somavam cerca de 680 mil, o que representava 7,1% dos jovens com essa faixa etária.  

Esse dado é muito preocupante, pois é após a conclusão do ensino médio que os jovens podem ingressar no mercado de trabalho e/ou ingressarem em um curso superior para seguir carreira em uma profissão. Dessa forma, a conclusão dessa etapa é de extrema importância e possui grande peso no poder decisório do futuro do aluno.   

Evasão de alunos no Ensino superior

O Mapa do Ensino Superior no Brasil, desenvolvido pelo Instituto Semesp, revelou que mais da metade dos estudantes que iniciam o ensino superior no país desistem antes de finalizá-lo.

O estudo acompanhou o percurso dos alunos que começaram a graduação em 2017 até o ano de 2021. E ficou evidente uma taxa significativa de desistência: 55,5% dos alunos abandonaram o curso, enquanto 18,1% ainda estão matriculados e apenas 26,3% conseguiram concluir no prazo previsto.

Um ponto importante de se observar na evasão de alunos no ensino superior é que a taxa de evasão varia de acordo com a modalidade e cursos escolhidos pelo aluno. Confira a tabela abaixo com a taxa de evasão calculada para os 10 cursos com maior número de alunos nas instituições privadas de ensino superior no Brasil:

PRESENCIALEAD
CursoTaxa de EvasãoCursoTaxa de Evasão
Sistemas de informação37,6%Marketing44,7%
Administração35,9%Matemática Formação de Professor44,3%
Educação Física34,3%Letras Português Formação de Professor44,1%
Engenharia Mecânica34,2%Gestão Comercial42,5%
Engenharia de Produção33,5%História Formação de Professor42,0%
Publicidade e Propaganda33,0%Gestão Financeira41,7%
Contabilidade32,9%Sistemas de Informação41,3%
Engenharia Civil31,5%Logística40,9%
Nutrição31,4%Gestão Ambiental40,5%
Biomedicina30,6%Gestão de Pessoas38,6%
Fonte: 11° Mapa do Ensino Superior

Evasão escolar na Pandemia

A covid-19 gerou grande interrupção nas aulas presenciais, alterando o modelo de ensino presencial para o ensino remoto. Com essa alteração, muitos alunos tiveram dificuldades de adaptação, o que acabou aumentando ainda mais o índice de abandono escolar no Brasil. 

Mas é importante reforçar que a pandemia não se resume apenas a isolamento social e crise sanitária, ela também trouxe consigo o agravamento da crise econômica, crise política e crise social. E por isso, como consequência disso, muitas pessoas pararam de trabalhar e/ou teve os seus recursos financeiros reduzidos. 

Esses problemas financeiros, levaram muitos jovens de escola pública a abandonarem a escola para trabalhar e ajudar financeiramente em casa, enquanto muitos alunos de escolas privadas tiveram a renda familiar reduzida, ocasionando a redução da capacidade das famílias de pagarem um ensino particular para suas crianças e jovens. 

Além disso, a falta de inclusão digital, fator que acontece principalmente com alunos de escola pública, também foi um dos principais motivos que intensificaram a evasão escolar no país. Muitos alunos não tiveram acesso aos conteúdos digitais, visto que alguns não possuíam acesso à internet ou dispositivo para acessá-la.  

Todos esses desafios que vieram junto a pandemia agravaram ainda mais a evasão escolar no Brasil, tanto no ensino privado, quanto no ensino público. Pois, além dos desafios que muitos alunos já enfrentavam pré-pandemia, foram somados novos desafios no processo de aprendizagem dos alunos.  

materiais ricos crm educacional
Acesse gratuitamente nossos materiais ricos.

Evasão escolar e domiciliar

A evasão escolar e a educação domiciliar são conceitos distintos, mas ambos estão relacionados ao contexto da educação e da escola. Confira o significado de cada termo:

1. Evasão escolar: Como mencionado anteriormente, a evasão escolar refere-se à situação em que um aluno deixa de frequentar a instituição de ensino e interrompe seus estudos antes de completar o ciclo educacional. Isso pode ocorrer por diversos motivos, como problemas familiares, bullying, problemas financeiros, questões socioemocionais, relacionamento ineficiente entre aluno e escola, entre diversos outros fatores.

2. Educação domiciliar: Já a educação domiciliar, ou homeschooling, é um sistema educacional em que os pais ou responsáveis assumem a responsabilidade principal pela educação dos filhos em casa, em vez de enviá-los para a escola tradicional. Nesse modelo, os pais podem ser os principais instrutores, ou eles podem contratar tutores ou utilizar currículos específicos para ensinar diversas matérias. A educação domiciliar é legalizada em alguns países, mas não em todos, e suas regulamentações variam amplamente.

As duas situações diferem principalmente no fato de que a evasão escolar envolve a saída não planejada e não autorizada do sistema escolar. Enquanto a educação domiciliar é uma escolha intencional dos pais ou responsáveis para assumirem a responsabilidade pela educação dos filhos em casa.

É importante observar que a educação domiciliar não é considerada evasão escolar, desde que esteja legalmente autorizada e em conformidade com as leis e regulamentos do país em questão. No entanto, em alguns lugares onde a educação domiciliar não é reconhecida ou regulamentada, o ensino em casa pode ser considerado como evasão escolar, caso os pais optem por não matricular seus filhos em uma escola formal.

A importância de combater a evasão escolar

A Constituição diz que a educação é direito de todos e visa o pleno desenvolvimento do indivíduo, o preparando para o exercício da cidadania e sua qualificação para o mercado de trabalho.  

Com isso entende-se que é função da escola permitir e incentivar o aluno para que ele se desenvolva plenamente.

Desenvolvendo não apenas o seu conhecimento sobre as matérias obrigatórias da matriz curricular, mas também suas habilidades artísticas, sua curiosidade, a capacidade de se comunicar, as habilidades socioemocionais, a forma de escutar ativamente e também, auxiliá-lo no processo de autoconhecimento, ajudando-o a reconhecer qual é o seu papel na sociedade, no mercado de trabalho e na vida. 

Soluções para evasão escolar  

Há inúmeras ações que a escola pode adotar para ajudar a resolver as dores dos alunos e familiares, assim, aumentando consideravelmente, o índice de permanência.  

Primeiramente, vamos voltar um pouco a fita. Há alguns tópicos acima, falei um pouco sobre os principais motivos que levam os alunos a abandonarem os estudos, e dentre os inúmeros motivos que citei, a pesquisa feita pela FGV nos mostrou que a falta de interesse dos alunos ficou em primeiro lugar, sendo o fator responsável por 40% dos casos de evasão no Brasil.  

Então se o principal motivo da evasão escolar é desinteresse dos alunos, como podemos fazer para engajar mais o aluno e garantir que ele permaneça?  

Separamos 10 condições que toda instituição de ensino precisa ter para engajar e reter cada vez mais alunos. Então confira: 

Acolhimento

Acolher o aluno é fundamental para que ele se sinta à vontade no ambiente escolar. Dessa forma, é preciso que a escola aceite o aluno, demonstre empatia e acredite em seu potencial independente da sua individualidade. 

Dar lugar ao protagonismo do aluno

É fundamental dar voz ao aluno para que ele possa se sentir motivado a participar ativamente daquele ambiente. 

Dinamismo

É preciso admitir que esse modelo de educação centralizado no professor já não funciona mais para as novas gerações. Mas temos que apostar mais em atividades integradoras, trabalhos em grupo, brincadeiras e atividades dinâmicas, para que a atenção do aluno não se disperse facilmente.

Utilize a tecnologia nos processos educacionais

As novas gerações estão cada vez mais engajadas com o universo das tecnologias. Por isso, é importante utilizá-las a fim de tornar o ambiente escolar um espaço mais atrativo para o aluno.

guideme banner preto
Solução para combater a evasão escolar

Flexibilidade

Sabemos então que não são todos os conteúdos que vão ser interessantes na mesma intensidade para todos os alunos. Por isso, é essencial amadurecer a ideia de uma instituição mais flexível, com a possibilidade de disponibilizar conteúdos que atendam os interesses de diferentes perfis de alunos. 

Favoreça combinados

A instituição precisa ser um ambiente que promova o diálogo eficiente entre alunos e professores. Além disso, deve favorecer o bom relacionamento entre as duas partes. 

Trabalhe a experiência do aluno

A experiência do aluno diz respeito a tudo que ele vivência durante a jornada escolar. Sendo assim, é importante se atentar a relação do aluno com o ambiente estudantil, com a qualidade de ensino que lhe é oferecida e até mesmo a gestão da sua instituição de ensino, que de forma direta ou indireta, são questões que impactam a jornada do aluno. 

Tecnologia em sala de aula 

Em uma época em que todos estamos conectados o tempo inteiro em nossos dispositivos móveis, não convém ensinar usando somente quadro negro e giz, concorda? 

Por isso, o investimento em tecnologia nas salas de aula é tão necessário. E não apenas para as disciplinas que requerem computadores conectados à internet. Mas também tantas outras, cujos conteúdos serão mais bem transmitidos ao contar com esse suporte tecnológico. 

Formas de negociação de pagamentos 

Esse é outro ponto que as instituições de ensino precisam levar em conta para garantir a permanência de seus alunos. Como dito anteriormente, a dificuldade financeira é um impeditivo comum na vida do universitário que tranca ou mesmo abandona o curso. 

Logo, é fundamental que ele tenha a seu dispor formas de negociar esses pagamentos, principalmente se esse for o único empecilho para ele continuar estudando. Parcelamento das mensalidades atrasadas ou desconto na quitação total costumam ser as ofertas mais atrativas de negociação. 

Acompanhamento de desempenho 

A sua instituição pode posicionar-se como uma verdadeira parceira de seus alunos ao contar com uma estratégia voltada ao acompanhamento do desempenho deles. Isso significa monitorar o rendimento deles ao longo das aulas e oferecer apoio conforme necessário. 

Isso significa personalizar ao máximo a sua abordagem. Afinal, cada aluno é diferente e conta com necessidades específicas. Uma forma de fazer isso é contar com um CRM que possibilite registrar essas informações dos alunos. Principalmente para poder realizar a abordagem correta com eles. 

Conclusão sobre evasão escolar

Assista o vídeo para entender mais sobre a evasão de alunos.

De modo geral, a evasão escolar sempre foi um desafio no Brasil, mas com a pandemia, esse cenário se agravou ainda mais. Por isso, mais do que nunca, é importante falarmos sobre a importância de reverter esse quadro e pensar em soluções estratégicas que sejam capazes de promover a permanência de alunos nas escolas.   

Mas se você está em busca de alternativas para reduzir a evasão de alunos na sua escola e reter cada vez mais alunos, nós podemos ajudá-lo! Então basta entrar em contato com a gente.  

botao fale com um consultor
Analista de Marketing na CRM Educacional.

Quer mais informações sobre marketing educacional e gestão de leads?

Deixe seu contato e receba nossas novidades diretamente no seu e-mail.

Diminua sua taxa de evasão de alunos

Saiba como diminuir a taxa de evasão e não perder alunos para concorrência.
[NOVO SITE] Popup Imprensa

Não saia ainda!

Preencha seus dados abaixo e agende uma demonstração.

[NOVO SITE] Popup Imprensa

Entre em contato com nossa assessoria de imprensa

Preencha seus dados abaixo e um de nossos especialistas entrará em contato.

[NOVO SITE] Popup Imprensa

Quer conhecer nossas soluções?

Preencha seus dados abaixo e um de nossos especialistas entrará em contato.