(31) 2531-3161
WhatsApp
Início » Blog » Site para Instituição de Ensino Superior: mostre a qualidade dos seus cursos

Site para Instituição de Ensino Superior: mostre a qualidade dos seus cursos

Publicado em 28 outubro 2015 e escrito por

Como deve ser um site para instituição de ensino? Tenho certeza de que você tem acompanhado o crescimento do marketing digital e o quanto o público jovem está inserido na internet, certo?

Se ainda não enxergou o tamanho da oportunidade existente no mundo digital, saiba que em dez anos o uso da internet aumentou em 50% entre os jovens, segundo o IBOPE. E como já diria o grande Milton Nascimento “ Todo artista tem de ir aonde o povo está”. Mesmo que você já esteja por dentro destes números, vale a pena conferir essa pesquisa na íntegra realizada pelo IBOPE.

Não consigo imaginar um negócio sequer, desde um chaveiro de bairro até uma empresa de atuação global sem presença digital. E não tenho dúvidas que a sua instituição tem (por pior que ele possa parecer aos seus olhos) um site. Porém, foi-se o tempo em que presença digital era apenas ter um bom site, com design bacana e com informações sobre seus produtos e serviços. Fique ligado porque no final deste texto eu vou te mostrar como você pode potencializar sua atuação digital e transformar seu site em um importante agente captador de alunos.

Site para Instituição de Ensino Superior

A concorrência existente no mercado educacional e o novo perfil dos alunos já obrigava sua IES a ter um site. O que no passado era tido como um catálogo apenas eram oferecidas informações como endereço, telefone e uma aba de “sobre”, chega a ser hoje uma das principais fontes de captação de alunos de grandes IES’s. Entretanto algumas instituições ainda não trabalham esse ativo da melhor forma possível

Seria completamente antiético da minha parte mostrar alguns exemplos aqui — acredite é muito fácil encontrá-los — mas realmente não posso te dar provas do quão precários são alguns portais. O que poderia ser um grande ativo para a captação de alunos, acaba se tornando um “repelente de alunos”. Ou você acha que um interessado ao navegar pela internet, procurando pelo seu curso de interesse, se empolgaria de apostar seu futuro em uma instituição que não foi capaz de fazer nada além do que um site em Flash que tem algumas fotos do seu campus passando na pagina principal?

Quando um interessado deseja sanar suas dúvidas sobre um curso superior, atualmente ele procura essas respostas onde? NO GOOGLE! O site da sua instituição pode (e deve) ser uma das respostas que o buscador dará para este futuro aluno. Então como perder esta oportunidade?

Por bem ou por mal, as IES terão que se adaptar, pelo menos em parte.

Nova era dos sites para IES

A partir de agora, as instituições mais preparadas se destacarão ainda mais. Não sei se você teve oportunidade de ler sobre isso, mas no dia 06 de outubro desse ano, 2015, entrou em vigor uma lei que obriga as instituições a fornecer informações específicas sobre seus cursos em seu site. Mais do que isso, as IES precisam ter um site! (eu não deveria nem estar escrevendo esta parte) Mas por que tudo isso?

Simples. Entregar possibilidade de escolha à quem deseja estudar.

Por isso eu disse que quem tem mais qualidade sairá na frente. Quando digo qualidade, me refiro a experiência oferecida em seu site e a qualidade dos  seus cursos também. Afinal, do que adianta ter uma boa história se a capa do livro é ruim? Ninguém terá interesse em abrí-lo para ler. E se a capa for fantástica, mas a historia for ruim, pior ainda não é?

A lei que começou a vigorar no início de outubro, obriga as instituições de ensino superior a informar o programa dos seus curso antes de cada período letivo. Mas não é somente despejar as informações na internet, existe uma instrução para isso também. A IES deverá criar uma aba em seu site com o nome “Grade e Corpo Docente”, nela deverá ter informações como duração do curso, requisitos, qualificação dos professores, recursos disponíveis e critérios de avaliação.

Essa página deve estar online e disponível para os interessados com até 1 mês de antecedência das aulas, devendo ser atualizada semestralmente ou anualmente, dependendo da duração e cada curso.

Percebeu que agora você cria uma expectativa  com o interessado desde o momento em que ele é atraído pelo seu curso? Sentiu a responsabilidade?

Isso sem falar que estas páginas de cada curso devem exibir a data de última atualização e peças publicitarias devem conter um link para esta página.

Clique aqui e confira mais detalhes no edital oficial.

Experiência para o aluno

Se você administra o site da sua Instituição sabe o trabalho que dá, sem falar no custo (tempo e dinheiro) investido para criar, manter e atualizar um site. Mas também deve saber que um site bem feito traz grandes resultados para sua IES.

É necessário que ele traga resultados para seus alunos e futuros alunos, e por isso esta lei foi implementada. Tenho certeza que a maioria das instituições não terão grandes dificuldades para se adaptar, mas não fazê-lo pode trazer grandes dores de cabeça como um processo de candidato ou até mesmo a invalidação de um processo seletivo, já pensou?

Bom, aproveita que você vai ter que ajustar o site da sua IES e pense no potencial aluno e no aluno, navegando e procurando por informações relevantes. Pense na jordana de compra,  em todas as fases do funil, ou seja, toda a experiência do usuário que acessará o seu site (UX).

E tenha em mente que, a partir de agora, a qualidade de uma instituição de ensino (ou a falta dela) ficará ainda mais exposta. A relação Custo x Benefício, analisada pelos prováveis alunos da sua IES, terá mais insumos a serem considerados. Então, além de caprichar na capa do livro(seu site), cuide para que a história que você pretende contar para seus futuros alunos seja tão encantadora quanto a capa..

Agora que é obrigatório falar tanto sobre seu curso, trabalhe para elevar o máximo possível a sua qualidade. Um serviço bem feito é o melhor marketing que você pode fazer.

oferta buyer persona criar

Sobre o autor:

Daniel Antonucci CEO e Co-Founder na CRM Educacional, empresa especializada em Captação, Permanência e Fidelização de Alunos, também atua como docente em cursos de MBA de Marketing e de Tecnologia da Informação e realiza palestras em diversas Faculdades e Universidades pelo Brasil. Possui formação em Inovação e Empreendedorismo em Stanford, MBA em Marketing pela ESPM e Mestrado em Gestão pelo Centro Paula Souza, onde desenvolveu pesquisa sobre Modelos de Maturidade de Gestão Acadêmica em Instituições de Ensino Superior, além de especialização em ferramentas de CRM como o Dynamics CRM da Microsoft. Atua também no Conselho de Administração de empresas de marketing e tecnologia.

COMPARTILHE:

Outras notícias Mais relevantes Últimos dias