(31) 2531-3161
WhatsApp
Início » Blog » Nota do ENEM é aceita em instituições de Portugal

Nota do ENEM é aceita em instituições de Portugal

Publicado em 14 novembro 2017 e escrito por

O Inep divulgou mais um convênio para uso da nota do Enem nos processos seletivos, agora para as universidades portuguesas.

Segundo o órgão os estudantes brasileiros poderão contar com 27 instituições em Portugal como alternativas de ensino e os interessados não precisarão realizar prova de ingresso, apenas apresentar os resultados obtidos no Enem.

A ação é um incentivo para os estudantes internacionais, com redução do valor da anuidade a ser pago. Assim, os aprovados com as melhores classificações pagarão mil euros (1.000€), conforme vagas previstas para cada curso.

Mas você deve estar se perguntando qual a ligação da sua instituição com essa notícia, em que isso pode lhe afetar e como criar uma estratégia semelhante, não é mesmo? Então vamos conversar um pouco, confira.

A importância do ENEM

Ainda segundo o Inep, o Exame Nacional do Ensino Médio teve 7.603.290 inscritos só para sua edição de 2017. A maioria dos inscritos confirmados já concluiu o Ensino Médio. Esse grupo de participantes representa 59,3% do total. Os concluintes em 2017 representam 31,9% dos inscritos e aqueles que concluirão o Ensino Médio depois de 2017 são 7,8% do total. Apenas 0,9% não está cursando e não concluiu o Ensino Médio.

Em relação a 2016, aumentou o número de participantes concluintes, que passou de 20,4% para 31,9%; e diminuiu o número de participantes que fazem a prova em busca de uma autoavaliação, comumente chamados de treineiros. Eles eram 15,7% do total de participantes de 2016.

São Paulo segue como o estado com o maior número de participantes confirmados: 1.045.445. Minas Gerais vem em seguida com 660.797. Outros estados que se destacam em número de inscrições são: Bahia (425.562), Rio de Janeiro (407.221), Pernambuco (343.345), Ceará (341.393) e Pará (321.367). O Sudeste responde por 36% das inscrições confirmadas. O Nordeste tem 33%; o Norte, 12%; o Sul, 11% e o Centro-oeste, 8%.

Nota do ENEM na inscrição de candidato

Os dados apresentados acima são praticamente 70% de todos os candidatos que após realizarem a prova irão entrar em contato com a sua instituição para ingressar em algum curso ofertado para 2018.

E a sua instituição está preparada para usar a nota do Enem no ingresso desses estudantes? Assim como as universidades de Portugal é preciso se adaptar aos novos conceitos de ingresso e a forma de avaliação do aluno.

Uma forma de aproveitar essa nota é inserir logo na sua ficha de inscrição. Claro que você precisaria personalizar sua ficha de inscrição e já te falei que para isso você não precisa depender da equipe de TI, se lembra?

Com o futuro aluno presente na sua IES para uma possível matrícula, cabe a você solicitar que ele comprove a nota informada no momento da inscrição, apresentando o boletim do ENEM.

Ganhos e perdas para a Instituição

Se mesmo com o aumento da receita com os novos alunos que se inscreveram na sua instituição pela nota do Enem, você ainda acha difícil não cobrar taxa de inscrição do candidato oriundo do ENEM, quero detalhar um pouco mais a proposta que estou tentando te passar neste texto.

Saiba mais sobre essa reflexão: 4 recursos que te levam a não cobrar a inscrição do candidato do ENEM

Mas por que estou falando todas essas estratégias? Porque o software da CRM Educacional é o único do mercado segmentado para realizar de forma simples e automática todo o processo que ocorrerá por de trás das mudanças na sua fica de inscrição.

Existem técnicas e ferramentas especializadas na atividade de conversão. Como eu disse, você pode otimizar o trabalho da sua equipe interna e trazer mais inteligência para suas ações de captação. Para isso, você precisa conhecer e entender como trabalhar com ferramentas especializadas no mercado educacional brasileiro.

Vamos conversar?

Nota do ENEM é aceita em instituições de Portugal

Sobre o autor:

Daniel Antonucci CEO e Co-Founder na CRM Educacional, empresa especializada em Captação, Permanência e Fidelização de Alunos, também atua como docente em cursos de MBA de Marketing e de Tecnologia da Informação e realiza palestras em diversas Faculdades e Universidades pelo Brasil. Possui formação em Inovação e Empreendedorismo em Stanford, MBA em Marketing pela ESPM e Mestrado em Gestão pelo Centro Paula Souza, onde desenvolveu pesquisa sobre Modelos de Maturidade de Gestão Acadêmica em Instituições de Ensino Superior, além de especialização em ferramentas de CRM como o Dynamics CRM da Microsoft. Atua também no Conselho de Administração de empresas de marketing e tecnologia.

COMPARTILHE:

Outras notícias Mais relevantes Últimos dias