Marketing Educacional

No ambiente corporativo, muitas empresas já utilizam um sistema CRM para faculdades, com o objetivo de melhorar a relação com seu público.  Mas o que pouca gente sabe é que esse sistema é um aliado tanto para a captação quanto para a permanência do aluno. Se aplicada de forma correta, a administração do relacionamento com seus leads e alunos pode gerar frutos positivos para estas instituições. E assim facilitar a interação com os seus candidatos e alunos.  O que é CRM O gerenciamento do relacionamento com clientes (Customer Relationship Management — CRM) é um conceito que estabelece o cliente como parte central da estratégia de negócio. E visa agregar maior valor percebido por ele durante todo o processo de atendimento e prestação de serviço ou venda de produto e pós-venda. O CRM depende muito da eficiência da coleta de dados sobre os clientes e o registro constante das interações que eles tem com a empresa.  Por isso lidar com grande variedade de informações, é fundamental a utilização de sistemas específicos para isso.  Hoje já existem várias soluções disponíveis, que podem ser customizadas de acordo com a realidade das empresas do mercado em geral. Este conceito pode ser trazido também
A captação de alunos é um grande desafio para qualquer instituição de ensino hoje. Diversos fatores contribuem como a concorrência de outras instituições, os cursos online. E que vem deixando os profissionais de educação bem preocupados principalmente neste cenário de pandemia causado pelo COVID-19. Diante deste cenário muitas instituições de ensino precisam inovar e encontrar novas abordagens para se comunicar com seu público. Desenvolver estratégias específicas para captação de alunos antes de começar o semestre letivo. Neste blog post vamos apresentar os principais motivos que deixam os alunos indecisos e dicas que te ajudarão a conquistar cada vez mais alunos. Identifique as inseguranças dos seus candidatos Diversos fatores influenciam no comportamento de compra do candidato, principalmente no momento de efetivação da compra ou seja, quando ele se inscrever ou se matricular, ou seja, nem todos os leads que estão no Funil de Captação de Alunos da sua instituição, serão convertidos em alunos.  O que faz com que alguns leads não concluam o processo de conversão é simplesmente porque estão em inseguros. E com medo de cometer um erro. Seja ele financeiro, opções de curso, disponibilidade, etc.   Agora vamos conferir quais objeções são essas e como elas são manifestadas pelos seus leads.
O Inbound Marketing Educacional e o Funil de Marketing Digital não ficaram tão famosos à toa! Por isso um dos motivos óbvios é o movimento tecnológico que vivemos. O outro motivo é a facilidade de reconhecer, filtrar, mensurar e utilizar as famosas métricas e dados dos clientes a favor de ações assertivas. Mas uma boa parte dos profissionais de Marketing Educacional ainda não entendem bem o que fazer com estes dados adquiridos a partir da conversão de novos leads. E para que servem estes dados? Tudo aquilo que você adquire sobre os contatos e que fica registrado na sua base, pode ser útil para você entender sobre qual esforços deve investir em cada lead. Então o que os diferencia, resumindo, é o quanto eles estão qualificados. Mas o que significa qualificar leads? Significa que você vai entender mais sobre o momento deste contato: é hora de informá-lo sobre o que a sua IE oferece? Quais cursos são boas opções de mercado? Estes são apenas dois exemplos de como você pode nutrir seus leads. Ao enviar campanhas de e-mail para informar ao interessado sobre as qualidades da sua instituição de ensino, quais cursos ela dispõe e quais são boas opções
Relatórios sobre ações de marketing e vendas são recorrentes, afinal, é comum que a gestão precise entender como seus investimentos estão sendo aplicados. Mas o que são estes relatórios? Hoje se fala de relatórios BI. Mas você sabe o que isso significa? Como sabemos, relatórios são conjuntos de dados e informações para transmitir de forma embasada os resultados dos esforços de um determinado setor. Como por exemplo, o marketing da sua IE. As tecnologias BI (Business Intelligence) e o objetivo desse novo conceito de conjunto de dados é tomar decisões com base em fatos. Otimizando processos e a melhoria contínua a partir de gargalos detectados de forma rápida. E o melhor de tudo isso é que a economia de tempo gerada pelo uso desses relatórios é facilmente percebida pelo time envolvido. O que devo relatar em um relatório de marketing? Para começar, pense em todas as ações relevantes realizadas nos últimos meses. Algumas dicas são: Ações de marketing realizadas e seus objetivos; Investimentos em mídia paga. Onde foram aplicados; Canais de comunicação e ferramentas utilizadas nas ações; E claro, o ROI de cada uma dessas ações. A partir de relatórios BI você tem acesso a análises de desempenho de
Todo o processo de matricular novos alunos envolve muitas fases, desde as micro e macro conversões. Ações de estímulo, réguas de relacionamento com os leads…até o momento em que o candidato decide estudar na sua IE. E os resultados não saem aquém do esperado quando a estratégia e as ações da sua IE saem de embasamentos bem desenhados (a partir de dados e informações obtidos facilmente de um sistema CRM, por exemplo). Mas existe uma linha muito tênue entre o número de inscrições e o número de matriculados. O fato é que apesar dos termos serem ambos objetivos das IES, inscritos configuram oportunidades e matriculados são conversões finais. O atingimento da etapa final de todo o trabalho de captação de alunos. Agora pense. O seu número de inscritos já está muito bem trabalhado, os fluxos estão funcionando. E o seu setor de atendimento e vendas está com uma longa fila de ligações. Assim como os tickets estão surgindo a todo o vapor, mas por fim, não estão acontecendo tantas matrículas assim. O que será que está acontecendo, afinal? Em um mercado competitivo como ensino superior privado, temos a sorte – e talvez, em alguns casos, nem tanto assim. De
A primeira universidade brasileira foi fundada há 210 anos e nesse ínterim, a procura pelos cursos e áreas de formações não mudou muito. As primeiras universidades fundadas foram a de Cirurgia e Anatomia em Salvador – hoje Faculdade de Medicina da Universidade Federal da Bahia), a de Anatomia e Cirurgia, no Rio de Janeiro (atual Faculdade de Medicina da UFRJ) e a Academia da Guarda Marinha, também no Rio. Dois anos após, foi fundada a Academia Real Militar (atual Escola Nacional de Engenharia da UFRJ). Seguindo este fluxo, a de Agricultura em 1814 e a Real Academia de Pintura e Escultura1 Então agora vamos mostrar a vocês, considerando o período de 1998 até 2017, a evolução das matrículas por cursos no Brasil. Tendo em mente que anterior a este período, apesar de várias mudanças e reformulações no conceito, objetivos e funcionamento de nossas universidades; as engenharias, medicina e direito predominavam até a década de 1960. Em 1998, por exemplo, haviam 2.125.958 matriculados no ensino superior em universidades no Brasil. 81% destes concentrados em 15 cursos. A participação dos 15 principais cursos caiu para 61% em 2009 e manteve essa média até 2017. Importante observar que destes 15 mais procurados

Quer mais informações sobre marketing educacional e gestão de leads?

Deixe seu contato e receba técnicas eficientes diretamente no seu e-mail.
[NOVO SITE] Popup Imprensa

Não saia ainda!

Preencha seus dados abaixo e agende uma demonstração.

[NOVO SITE] Popup Imprensa

Entre em contato com nossa assessoria de imprensa

Preencha seus dados abaixo e um de nossos especialistas entrará em contato.

[NOVO SITE] Popup Imprensa

Quer conhecer nossas soluções?

Preencha seus dados abaixo e um de nossos especialistas entrará em contato.