(31) 2531-3161
WhatsApp
Início » Blog » Investir em CRM: Mitos e verdades

Investir em CRM: Mitos e verdades

Publicado em 14 outubro 2016 e escrito por

Por se tratar da gestão de relacionamentos, investir em CRM é o mesmo que investir em melhores resultados de captação e retenção para a sua instituição, especialmente por ampliar profundamente a qualidade da sua relação com alunos e futuros alunos. Apesar disso, é preciso conhecer os mitos e verdades sobre essa gestão para garantir que as expectativas estejam alinhadas com o que essa ferramenta pode efetivamente te entregar. Dessa forma, o investimento se torna muito mais assertivo e realmente ajuda a instituição a conseguir resultados melhores. Veja a seguir mitos e verdades sobre o investimento nessa estratégia de relacionamento!

Qualquer software de CRM serve para o meu negócio

Mito. Achar que investir em qualquer sistema de CRM trará os resultados esperados para o seu negócio é desconsiderar as particularidades dos seus clientes e da sua área de atuação. Uma empresa SaaS, por exemplo, precisa investir muito mais na fidelização do cliente por se tratar de um serviço de assinatura.

Com isso, a gestão de relacionamento do cliente nesse negócio não será a mesma de um e-commerce com alto volume de vendas. Assim, é preciso investir em uma solução de CRM que seja adequada para o seu negócio.

Uma análise de dados do CRM pode levar a uma segmentação da instituição

Verdade. Se o CRM coletar informações relevantes e se uma análise for realizada da maneira correta, o resultado é que o CRM fornecerá informações importantes sobre padrão de consumo e sobre quais as maiores necessidades dos alunos.

A partir disso, a instituição poderá moldar seus serviços e até mesmo seu atendimento a fim de se adaptar ao seu público. Como mais segmentação normalmente leva a uma elevação da taxa de conversão, o resultado poderá ser maior faturamento e satisfação dos alunos, pois você estará cada vez mais próximo da sua persona.

Investir em CRM pode ajudar na tomada de decisão

Verdade. O CRM permite que a instituição utilize uma abordagem que colete os dados dos alunos e candidatos sob diferentes óticas disponibilizando estes dados para análises aprofundadas. Nesse cenário, é possível encontrar padrões, tendências e discrepâncias de consumo e de comportamento e adequar seus cursos as necessidades do mercado.

Com informações relevantes e confiáveis fica mais fácil tomar decisões sobre como será o atendimento ou quais devem ser os canais preferenciais para realizar este atendimento. Logo, investir CRM pode ajudar na tomada de decisão sobre como a instituição deve gerenciar o relacionamento com o cliente e como ela pode melhorar esses resultados.

Ao usar o CRM a instituição nunca mais errará nessa gestão

Mito. É bem verdade que o CRM parte de uma abordagem muito completa sobre a gestão de relacionamento e que as ferramentas, como os softwares, estão cada vez mais avançadas. No entanto, isso não significa que apenas usar o CRM trará os resultados que a instituição de ensino espera.

Em vez disso, é preciso que a IE tenha uma estrutura adequada para garantir que os dados e informações obtidas ao investir em CRM sejam usados corretamente. Além disso, quando se trata de clientes não existe nenhuma ciência exata. O CRM, entretanto, pode ajudar a instituição a identificar e aprender com os próprios erros e acertos em busca de uma melhoria contínua.

Conhecer os mitos e verdades de investir em CRM é algo importante, a fim de garantir que a instituição em que você trabalha aproveite todo o potencial dessa estratégia, indo desde a segmentação e tomada de decisão até mesmo ao aprendizado com os próprios erros e acertos. Para isso, entretanto, é necessário investir em uma solução específica para o seu negócio de modo a ter os melhores resultados.

Conhece algum outro mito ou verdade sobre investir em CRM? Aproveite para comentar e participar.

Sobre o autor:

Daniel Antonucci CEO e Co-Founder na CRM Educacional, empresa especializada em Captação, Permanência e Fidelização de Alunos, também atua como docente em cursos de MBA de Marketing e de Tecnologia da Informação e realiza palestras em diversas Faculdades e Universidades pelo Brasil. Possui formação em Inovação e Empreendedorismo em Stanford, MBA em Marketing pela ESPM e Mestrado em Gestão pelo Centro Paula Souza, onde desenvolveu pesquisa sobre Modelos de Maturidade de Gestão Acadêmica em Instituições de Ensino Superior, além de especialização em ferramentas de CRM como o Dynamics CRM da Microsoft. Atua também no Conselho de Administração de empresas de marketing e tecnologia.

COMPARTILHE:

Outras notícias Mais relevantes Últimos dias