Educação básica no Brasil – Tudo sobre o tema.

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
educação básica

A educação básica passou por várias mudanças nos últimos anos e algumas pessoas ainda não sabem como a ensino básico é formado.  

A educação básica é a primeira etapa na formação das crianças e dos jovens brasileiros e ela tem se dividido em fases, cada uma com seus objetivos e metodologias definidas. Mas ainda existem muitos desafios a serem enfrentados para termos uma educação básica de qualidade, tanto em escolas públicas quanto em escolas particulares. 

Por isso, o ensino básico brasileiro ainda precisa mudar e se adaptar a essa nova geração que está chegando para oferecer um ensino de qualidade a essas crianças e jovens.  

Neste blog post, compartilharemos com você:  

  • O que é educação básica; 
  • As etapas da educação básica 
  • Os objetivos da educação básica 
  • A importância da educação básica no Brasil 
  • Dados da educação básica no Brasil 

O que é educação básica?

Antes de nos aprofundarmos no tema o primeiro passo é entendermos do que se trata.   
De forma resumida a Educação Básica é o primeiro momento da formação de crianças e jovens, e é formada pela Educação Infantil, Ensino Fundamental e o Ensino Médio, ou seja, engloba a maior parte da vida escolar dos alunos. 

Para que todas as etapas da educação básica sejam bem trabalhadas as escolas tem o apoio da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Um documento desenvolvido para direcionar o corpo docente sobre os conhecimentos, competências e habilidades considerados essenciais e indispensáveis para o desenvolvimento das crianças e jovens.  

Por isso, há subdivisões. Continue a leitura e entenda como funciona cada etapa da educação básica. 

Etapas da educação básica

Neste parágrafos vamos entender melhor como é dividida a educação básica.

Educação Infantil

ensino básico infantil

O ensino infantil é o primeiro contato de crianças de zero a cinco anos de idade com o ambiente escolar. É uma fase fundamental para se estimular o desenvolvimento das habilidades das crianças e ao mesmo tempo ensiná-las a trabalhar os primeiros desafios da infância, como o relacionamento com os colegas de sala por exemplo.  

Nessa fase a escola deve desenvolver os aspectos cognitivo, físico, motor, psicológico, cultural e social das crianças, através de atividades específicas para essa idade.

Ensino Fundamental

O Ensino Fundamental é a etapa da educação básica que possui um período mais longo, com duração de 9 anos, além de preparar o estudante para dominar a leitura, escrita, cálculo, mas principalmente desenvolvê-lo em seu ambiente social. Logo é natural existirem dúvidas sobre as séries, mas especialmente sobre a grade curricular dessa etapa.  

Por isso é tão importante que todo o corpo docente esteja atualizado sobre a proposta da BNCC para o Ensino Fundamental nos anos iniciais e finais, para garantir que os alunos recebam todo o acompanhamento educacional necessário nessa fase da vida, que abrange desde a infância até a adolescência.  

Por ser a fase mais longa é comum que algumas escolas acabem dividindo em ciclos, por exemplo, Ensino Fundamental I e Ensino Fundamental II. Assim, o Ensino Fundamental I compreende os alunos de 6 a 10 anos de idade, do 1º ao 5º ano. E o Ensino Fundamental II atende aos alunos de 11 a 14 anos, do 6º ao 9º ano. 

Agora que está claro quais são as séries do Ensino Fundamental I e II, entenda o que compreende cada etapa dessa fase.

Ensino fundamental – anos iniciais:

é o período em que se inicia os primeiros conceitos educacionais que estarão presentes ao longo de toda a educação básica. Este é o momento que começa o processo de alfabetização. 

Ensino fundamental – anos finais:

é o período em que o aluno encontra uma grade de ensino mais desafiadora tanto de conhecimentos quanto de conteúdos.

Ensino Médio

ensino médio na educação básica

O Ensino Médio é a terceira etapa da formação básica que separa um estudante de ingressar no Ensino Superior. Também conhecido como Segundo Grau, o Ensino Médio é a última etapa da educação básica brasileira.  

Com três anos de duração, o ensino médio é fase tem como principal objetivo reforçar e aprofundar os conhecimentos adquiridos ao longo de todo o Ensino Fundamental para que os alunos estejam preparados para o Enem e demais vestibulares. 

Desde 2017, as escolas começaram a se atualizar para se adequarem à Lei nº 13.415/2017 que configura o Novo Ensino Médio. Esta lei leva em consideração as novas demandas do mercado de trabalho e traz mudanças significativas no plano de ensino das escolas públicas e privadas. 

O objetivo da educação básica 

A educação básica tem como objetivo segundo o artigo 22 da LDB, “desenvolver o educando, assegurar-lhe a formação indispensável para o exercício da cidadania e fornecer-lhe meios para progredir no trabalho e em estudos posteriores”. 

Mas podemos ir além nesse conceito quando o ensino básico deve desenvolver os estudantes garantindo a formação comum considerada indispensável para o exercício da cidadania e fornecendo recursos para que as crianças e adolescentes tenham um futuro no mercado de trabalho e em estudos posteriores.

Importância da educação básica no Brasil 

Desta forma, podemos dizer que ela é um dos meios mais importantes para o progresso da nossa sociedade. O ensino básico hoje é o principal lugar em que as nossas crianças e jovens ganham conhecimento, desenvolvem suas habilidades. Segundo a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), em uma instituição de ensino, o ensino básico está além dos limites da educação formal, envolvendo tudo que se aprende também no convívio social.  

Investir na educação é essencial para garantir que todas as pessoas exerçam sua cidadania e tenham o direito de alcançarem o pleno desenvolvimento.  

Dados da educação básica no Brasil 

Não podemos falar sobre como está o ensino básico no Brasil sem falar da pandemia, já que ela trouxe tantas mudanças e proporcionou inúmeras transformações nas escolas públicas e particulares.  

Antes da pandemia acontecer, o ano de 2020 anunciava grandes desafios para a educação brasileira. Seria o ano da implementação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), que potencializa políticas educacionais e ações nas instituições de ensino que, juntas, tinham o objetivo de reduzir as desigualdades educacionais. Mas, a Covid-19 atingiu o mundo e o aprendizado não presencial teve de ser adotado por todos. 

Os resultados do Censo Escolar 2021 mostram como o número de alunos matriculados em escolas privadas no Brasil teve nova queda no ano passado. Enquanto a rede pública teve leve aumento de matrículas entre 2020 e 2021, chegando a 38,5 milhões de alunos, a rede privada caiu de 8,8 milhões para 8,1 milhões de matriculados. 

 
O principal impacto da pandemia no ensino infantil, nos dois anos de pandemia, houve uma queda de 22% das matrículas nas creches privadas e de 26% na pré-escola.  

O Brasil tem hoje menos 1.900 escolas de educação infantil privadas em comparação com 2019, muitas fechando com a crise econômica e a queda no número de alunos

Assim, a fatia da participação das escolas particulares nas matrículas do ensino infantil, que era de quase 20% do total em 2019, caiu para 14% no ano passado.  

 
Mas a redução da participação da rede privada também se repete em outras etapas do ensino básico. Os números do censo mostram que as matrículas para os alunos do ensino fundamental e do ensino médio, se mostram mais resilientes. Já no ensino médio, as escolas particulares chegaram a ter um pequeno aumento no número de matrículas. 

De modo geral, o Brasil tem 46,7 milhões de alunos incluindo todas as etapas da educação básica, da creche ao ensino médio. Mais de 80% estão matriculados na rede pública, e 17% estavam inscritos na rede privada em 2021.  

A educação básica sempre foi um desafio no Brasil, mas com a pandemia, esse cenário se agravou ainda mais. Por isso, é muito essencial falarmos sobre a importância de reverter esse quadro e pensar em soluções estratégicas que sejam capazes de promover a permanência de alunos nas escolas. 

Atualmente Coordenadora de Marketing na CRM Educacional. Possui 6 anos de experiência na área de comunicação e marketing e 2 anos na área de educação. É formada em Publicidade e Propaganda pela PUC Minas, possui MBA em Marketing e Vendas pela PUC Minas.

Quer mais informações sobre marketing educacional e gestão de leads?

Deixe seu contato e receba nossas novidades diretamente no seu e-mail.
[NOVO SITE] Popup Imprensa

Não saia ainda!

Preencha seus dados abaixo e agende uma demonstração.

[NOVO SITE] Popup Imprensa

Entre em contato com nossa assessoria de imprensa

Preencha seus dados abaixo e um de nossos especialistas entrará em contato.

[NOVO SITE] Popup Imprensa

Quer conhecer nossas soluções?

Preencha seus dados abaixo e um de nossos especialistas entrará em contato.