(31) 2531-3161
WhatsApp

Retenção de Alunos Estruturada – O que é

O que é Retenção de Alunos

Retenção de Alunos é um conjunto de estratégias e ações desenvolvidas por uma instituição de ensino e assim ajudar seus alunos matriculados a chegarem até o final do curso e conseguirem o tão sonhado diploma.

O conjunto de estratégias que compõe o processo de retenção de alunos pode mudar de acordo com o tipo de ensino que uma instituição oferece.

A principio, iremos detalhar três categorias, ou tipos de ensino, que são os mais difundidos atualmente no Brasil:
  • Ensino Superior – Faculdades, Centros Universitários e Universidades
  • Educação Básica Escolas de Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio
  • Cursos Livres – Escolas de Inglês (línguas), de Música ou qualquer outro curso que não seja regulamentado em uma das duas categorias acima são compreendidas nesta categoria.

Em todas as categorias, o processo de retenção deve ser organizado de acordo com as dimensões que afetam a permanência de um aluno no curso, sendo:

Dimensão Acadêmica – É o acompanhamento do desempenho acadêmico do aluno avaliando nota e frequência nas disciplinas matriculadas.

Dimensão Financeira – É o acompanhamento das questões financeiras do aluno para saber se seu aluno é adimplente, se possui bolsas e financiamentos, se possui acordos financeiros. Além disso, saber se o aluno tem uma alimentação adequada e se ele tem condições de locomover ate o local das aulas.

Dimensão Geográfica – É saber quanto tempo seu aluno gasta no deslocamento até a sua instituição, assim você sabe se isso afeta o seu desejo em continuar os estudos ou seu desempenho nos estudos.

Dimensão Comportamental faz o acompanhamento das ações e manifestações dos alunos por meio de sua disciplina em classe e além disso, as manifestações por diversos canais extraclasse: redes sociais, ouvidoria, fale conosco. Por isso é fundamental estar atento a tudo que seu aluno sente, fala e pensa.

Então, você pode usar ferramentas, como o CRM Educacional, que possui cálculos preditivos que ajudam a identificar quais alunos irão evadir, antes mesmo disso acontecer. Desta forma, a instituição pode se concentrar em acionar os alunos com maior probabilidade de evasão, evitando assim um maior percentual de evasão.

Estratégias e Ações para Retenção de Alunos

Em cada nível de ensino, uma das categorias acima pode ter mais peso que para outra. Por isso, é importante delinear exatamente quais os aspectos que mais afetam determinada população para estabelecer quais os melhores critérios para ela.

Alguns exemplos de ações para retenção de alunos no Ensino Superior

  • Orientação vocacional, para então avaliar se o aluno escolheu a carreira correta
  • Aulas e atividades de reforço, ajudando então os alunos que estão com dificuldade em determinadas disciplinas
  • Oferta de financiamentos estudantis (como FIES, PROUNI, PRAVALER) para assim, ajudar alunos com dificuldades no pagamento das mensalidades
  • Oferta de programas de bolsas e estágios na faculdade para alunos com dificuldades no pagamento das mensalidades
Alguns exemplos de ações para retenção de alunos na Educação Básica

Como relacionamento próximo dos pais e/ou tutores mostrando a evolução da criança, acompanhamento especial para crianças com dificuldades na aprendizagem. Assim como palestras e minicursos para os pais, com orientações na formação de crianças Bolsas e descontos para famílias (além de irmãos) e programas de indicação de alunos com direito a descontos por indicação

Alguns exemplos de ações para retenção de alunos em Cursos Livres

Emissão de certificados intermediários para comprovar conhecimento dos alunos, além de, convênio com empresas para oferta de estágios e empregos. Assim como programas de indicação de alunos com direito a descontos por indicação e convênio com empresas para oferta de preços e condições especiais para funcionários estudarem na escola

Retenção de alunos é desenvolver estratégias e ações desenvolvidas para manter os alunos matriculados em sua instituição. Ou seja, para garantir que os seus alunos matriculados cheguem até o final do curso e garantam o tão sonhado diploma. 

1. Promova a interação entre os novos alunos; 
2. Faça uso de tecnologia;
3. Aulas e atividades de reforço; 
4. Ofereça financiamentos estudantis, bolsas e estágios para alunos com dificuldades no pagamento das mensalidades; 
5. Ofereça um excelente atendimento;  
6. Invista em um relacionamento de qualidade para que assim, você mantenha seu aluno na instituição; 
7. Orientação vocacional, para avaliar se o aluno escolheu a carreira correta.

1. Relacionamento próximo dos pais e/ou tutores mostrando a evolução do aluno; 
2. Acompanhamento especial para crianças com dificuldades na aprendizagem; 
3. Palestras e minicursos para os pais, com orientações na formação de crianças;
4. Bolsas e descontos para famílias (além de irmãos);
5. Programas de indicação de alunos com direito a descontos por indicação.

1. Menos custos, e assim, conquistar um novo aluno pode ser mais oneroso e demorado; 
2. Melhore seus processos e seus resultados serão melhores; 
3. Credibilidade frente ao cenário educacional; 
4. Fidelização.

O que é Retenção de Alunos

Sobre o autor:
Daniel Antonucci
CEO e Co-Founder na CRM Educacional, empresa especializada em Captação, Permanência e Fidelização de Alunos, também atua como docente em cursos de MBA de Marketing e de Tecnologia da Informação e realiza palestras em diversas Faculdades e Universidades pelo Brasil. Possui formação em Inovação e Empreendedorismo em Stanford, MBA em Marketing pela ESPM e Mestrado em Gestão pelo Centro Paula Souza, onde desenvolveu pesquisa sobre Modelos de Maturidade de Gestão Acadêmica em Instituições de Ensino Superior, além de especialização em ferramentas de CRM como o Dynamics CRM da Microsoft. Atua também no Conselho de Administração de empresas de marketing e tecnologia.
COMPARTILHE:

Outras notícias Mais relevantes Últimos dias