(31) 2531-3161
WhatsApp
Início » Blog » Porque integrar a ficha de inscrição com redes sociais

Porque integrar a ficha de inscrição com redes sociais

Publicado em 29 março 2021 e escrito por

Quando se fala em ficha de inscrição a primeira coisa que vem na cabeça é um formulário com vários campos para coletar o máximo de informações que pudermos do candidato, certo? 

Pois é, este seria o pensamento aplicado ao público de gerações passadas, mas hoje as gerações X e Y já se formaram ou estão se formando, e os novos alunos da sua instituição são da geração Z, que se sentem bem mais à vontade em se relacionar por meio das plataformas digitais e que, em um processo de seleção, desejam algo simples e rápido.  

Hoje em dia, principalmente neste momento em que estamos vivendo, com tantos desafios, é fácil imaginar onde seus futuros alunos pesquisam quando tem interesse em algum produto ou serviço: Google e Redes Sociais. Além disso, é uma geração que se conecta em aplicativos, compram preferencialmente de forma online e usam muito as redes sociais. E sim, a sua instituição tem tudo a ver com isso! 

Principalmente porque uma das maiores preocupações de uma IES é a captação de alunos. Para conseguir aumentar seu número de alunos, as instituições fazem grandes investimentos em estratégias de marketing, com ações focadas em atrair um grande número de possíveis alunos para o seu processo seletivo. 

Ok, nenhuma novidade, certo? 

Mas todo esse investimento pode ir ser jogado fora, se todos aqueles interessados que a sua equipe de Marketing conquistou, não se matriculem por encontrarem barreiras durante a sua inscrição.  

Tenho certeza de que muitos dos interessados que você conquistou com suas campanhas não desistiram, mas você faz ideia quantos deles acessaram sua ficha de inscrição, e não se tornaram candidatos nessa etapa do processo de captação de alunos? 

Já parou pra pensar se pode ter alguma relação com o cadastro a partir das redes sociais na ficha de inscrição? 

E é disso que vamos tratar neste post, explicando como integrar as redes sociais na ficha de inscrição pode ajudar a sua instituição a atingir esse público, convertê-los em alunos e ainda coletar informações importantes em todas as fases desse processo. 

Vamos lá? 

Por que usar as redes sociais na inscrição de candidatos? 

Existem várias formas de utilizar as redes sociais para captar mais alunos, mas hoje vamos falar do uso das redes sociais na inscrição. 

É na fase de inscrição que seus futuros alunos tem o primeiro contato com sua instituição de ensino e, claro, quanto mais agradável, simples e ágil for essa experiência, mais inclinado ele ficará para escolher a sua IES para estudar. 

Se você acompanha o nosso blog, sabe que sempre falamos sobre a experiência do futuro aluno na fase de inscrição e hoje vamos falar de mais uma forma de facilitar esse caminho 

Muitos interessados chegam na inscrição do vestibular cheio de dúvidas e receios. Se você apresenta dificuldades na fase de cadastro desse futuro aluno, isso com certeza vai afetar a pouca segurança que ele teve em sua escolha e partirá para outra IES. 

E se parte dessa ficha fosse preenchida automaticamente? Muitos dessas dificuldades já seriam superadas e você consegue se prevenir de sofrer com a insegurança deste futuro aluno. 

Sites de grande aceitação na atualidade como Facebook, Twitter e Netflix pedem poucas informações para o assinante. Isso torna o ingresso mais simples e diminui as chances de que o usuário desista no meio do caminho. 

Fazendo a integração das redes sociais na inscrição de seus futuros alunos, você consegue obter, com a autorização deles, algumas informações específicas que eles deixam nessas mídias e assim agilizar a inscrição. 

Integrando as redes sociais na ficha de inscrição 

Sabemos que as redes sociais não fornecem todas as informações necessárias para se fazer uma inscrição completa para o vestibular como o CPF por exemplo, apenas as informações que ele disponibilizou dentro da rede. Mas, ao se basear no que é familiar ao seu público-alvo, a aceitação da ficha que você oferece tende a ser muito maior. 

Você pode colher os dados que precisa de uma maneira mais branda sem assustar seu candidato. Um bom exemplo disso é uma Ficha de Inscrição dividida em diferentes estágios, onde o candidato “navega” por um portal e vai deixando as informações referentes a cada nível do cadastro. Nada muito distante de Nome, E-mail, CPF e o curso de interesse no primeiro passo da inscrição.  

Em um segundo momento, você pode solicitar dados um pouco mais específicos como: Celular, RG, Necessidades Especiais, etc., com foco nas informações necessárias para que o candidato realize a prova. 

Coloquei alguns modelos abaixo de Fichas de Inscrição apresentadas pelo mercado ao público da sua instituição, mas você pode e deve se inspirar para adequar ao que é necessário para a sua IE. É com este tipo de abordagem que seus potenciais alunos estão acostumados. Então agora me diga: Sua Ficha de inscrição está convertendo ou expulsando seus possíveis alunos? 

Além disso, é importante que sua instituição ao planejar a ficha de inscrição também se preocupe com os seguintes aspectos:  

  • Segmentação da persona de acordo com o curso ofertado, modalidade de ensino, turno, etc., 
  • Identificar a origem daquela inscrição: se veio do hotsite, de uma landing page, link patrocinado, Facebook ou qualquer outra mídia, 
  • Identificar inscrições oriundas de captação externa, permitindo que a IES bonifique seus consultores com base em seus resultados, 
  • Possibilitar a aprovação ou reprovação instantânea do candidato, de acordo com suas notas do ENEM, 
  • Incluir a prova digital, seja objetiva, redação ou ambas, dentro da própria ficha de inscrição, 
  • Permitir que o candidato aprovado no processo seletivo possa, logo após a publicação do resultado, possa iniciar sua matrícula. 

Além disso, é fundamental que sua ficha de inscrição seja responsiva, ou seja, funcione em todos os dispositivos e navegadores com a mesma experiência para o usuário. 

Vamos facilitar a vida dos nossos candidatos? A ficha de inscrição do CRM Educacional permite que o candidato faça o seu registro utilizando o login do Facebook. 

Além de ser integrada com o sistema CRM, ela é adequada à realidade da Geração Z, registrando as informações da inscrição em cada passo do candidato ao longo do funil de captação de alunos. 

Isso nos traz diversas vantagens além da agilidade entregue ao candidato, mas destacamos o fato de sabermos quem é o nosso candidato nas redes sociais e poder acompanhá-lo durante o processo de captação. 

E você? Já usa as redes sociais na ficha de inscrição

Faça um teste: 

Pegue o número de visitantes que sua ficha de inscrição teve e cruze com o seu número de inscritos. Qual foi o tamanho da sua perda (quebra) que ocorreu nessa etapa do processo de captação de alunos? 

Precisa de ajuda? Você pode saber mais baixando gratuitamente o nosso Guia do Cliente e o E-book Guia de Automação e estamos à disposição para conversar

Sobre o autor:

Jade Nascimento Analista de Marketing Digital na CRM Educacional.

COMPARTILHE:

Outras notícias Mais relevantes Últimos dias