(31) 2531-3161
WhatsApp

Chat CRM Educacional

Como se aproximar dos contatos ativos da base da sua IE

Como se aproximar dos contatos ativos da base da sua IE

Publicado em 28 outubro 2017 e escrito por

Está aí um tema que mexe com a cabeça do marketing e também do comercial da IE. E não é por menos! Afinal, a forma como uma instituição de ensino gerencia o atendimento dos seus alunos e mede as oportunidades de matricula é decisiva para que ela tenha sucesso ou não nas campanhas da instituição.

Se você tem dúvidas sobre como gerenciar sua base de contatos, saiba que não é o único. Aqui no CRM Educacional, seja no contato com os leitores do blog, ou mesmo nos treinamentos e consultorias que realizamos, sempre recebemos muitas perguntas relacionadas a este tema.

Por isso, para manter uma prospecção sólida e um alto índice de fidelização de alunos, é imprescindível tomar decisões para aproximar os contatos ativos na base da sua IE. Neste artigo mostrarei algumas estratégias que você, como gestor, deve aplicar na prática. Continue a leitura para conferir!

Ofereça conteúdo de qualidade e relevante para seu público

Nos dias de hoje, informações sobre possíveis alunos valem ouro! Quanto mais você aumentar base de contatos com informações importantes e quanto mais rápido conseguir essas informações, mais valioso será seu conhecimento e maior a chance do interessado realizar sua matricula após consumir um material da instituição.

O marketing de conteúdo não é mais considerado apenas uma simples tendência comercial, mas uma eficiente ferramenta de aproximação entre empresas e clientes, seja qual for o segmento de atuação do negócio.

Por isso, utilizar estratégias de marketing de conteúdo direcionadas pode ser muito eficiente na aproximação dos seus contatos ativos na base de alunos da instituição de ensino.

Planejamento e otimização

Uma estratégia de marketing de conteúdo deve ser previamente planejada e pautada no perfil comportamental, nas necessidades e nas preferências da persona da instituição.

Qualidade

O conteúdo deve ser claro, coeso, bem escrito e produzido de acordo com a linguagem de entendimento  da persona da instituição de ensino.

Segmentação

Os temas abordados devem ser de interesse de quem os consumirá (universitários, adultos em reintegração educacional, pais de alunos, profissionais do setor educacional etc.).

Ofereça materiais educativos e gratuitos como e-books e blog posts sobre assuntos relevantes e construa um relacionamento consistente e baseado na confiança com os usuários que frequentam as suas mídias digitais, estimulando o engajamento.

Proporcione informação e conhecimento

Uma das grandes vantagens de integrar a instituição de ensino a uma estratégia de marketing digital é o fato de que os gestores podem oferecer informação aos seus contatos ativos na base, de modo que eles encontrem as soluções para os seus próprios problemas.

Como dissemos no tópico anterior, a produção de conteúdo pode ser útil nesse processo, visto que ela permite que o cliente, ao identificar um problema, aprenda sobre a solução e compare as variadas alternativas que o negócio tem a oferecer.

No marketing esse processo se chama nutrição de leads, pois promove informação e conhecimento para que o próprio aluno faça uma escolha consciente e acertada para sanar o seu problema.

Invista no marketing de relacionamento

Seja qual for o segmento do mercado em que a instituição atua, quando há uma comunicação aberta e transparente com ointeressado, se torna muito mais fácil conquistar sua confiança.

Portanto, procure manter os contatos ativos na base de estudantes sempre informados, os processos definidos de forma clara e lhes proporcione conforto, pois esse é o fundamento para se construir fidelidade e evitar que eles procurem a concorrência por se sentirem insatisfeitos.

Utilize a tecnologia para tirar todas as dúvidas dos seus contatos, mantendo-os munidos com informações relevantes. Por meio de uma plataforma de gerenciamento educacional, armazene, tabule e transforme o conhecimento em pontos de melhoria entre a instituição de ensino e os seus alunos.

Para garantir um relacionamento de qualidade com os consumidores, considere:

  • investir na qualidade do atendimento, tanto no ambiente físico quanto no digital;
  • manter a sua equipe de colaboradores treinada e qualificada para oferecer um atendimento personalizado;
  • expandir os seus canais de contato por meio das redes sociais, do blog, do site e até mesmo de aplicativos ou softwares de comunicação;
  • aceitar o feedback dos seus alunos e colaboradores, de modo que a opinião deles seja considerada como uma métrica de performance para melhorar a qualidade dos serviços.

Segmente a lista de contatos ativos na base

Segmentar a lista de contatos, separando-os de acordo com o seu perfil, é uma estratégia muito eficiente para oferecer um atendimento personalizado, atender às suas necessidades e manter a instituição de ensino em uma média altamente competitiva.

Para finalizar este conteúdo não poderíamos deixar de falar sobre a importância que uma ferramenta de CRM educacional tem em todo o processo de aproximação dos contatos ativos na base, já que ela oferece recursos de organização e automação de processos, tornando o trabalho dos gestores muito mais prático e seguro.

Apesar de estarmos nos referindo ao mesmo nicho, são abordagens distintas de acordo com o interesse   e fase de cada candidato.  Um software de gestão escolar tem um papel muito importante em todo esse contexto, pois permite que os contatos ativos sejam separados e organizados adequadamente mediante as suas necessidades e preferências.

Você ainda tem alguma dúvida sobre como aproximar os contatos ativos na base da sua instituição de ensino? Tem alguma experiência ou dica sobre o assunto que queira compartilhar? Então deixe o seu comentário!

Sobre o autor:

Daniel Antonucci CEO e Co-Founder na CRM Educacional, empresa especializada em Captação, Permanência e Fidelização de Alunos, também atua como docente em cursos de MBA de Marketing e de Tecnologia da Informação e realiza palestras em diversas Faculdades e Universidades pelo Brasil. Possui formação em Inovação e Empreendedorismo em Stanford, MBA em Marketing pela ESPM e Mestrado em Gestão pelo Centro Paula Souza, onde desenvolveu pesquisa sobre Modelos de Maturidade de Gestão Acadêmica em Instituições de Ensino Superior, além de especialização em ferramentas de CRM como o Dynamics CRM da Microsoft. Atua também no Conselho de Administração de empresas de marketing e tecnologia.

COMPARTILHE: